O vereador Elizeu dos Temperos (PROS) na sessão desta quinta-feira (28), sugeriu ao presidente da casa, Idailton Galeguinho (DEM), a criação de uma comissão para investigar as faltas do colega Moge (PT).

Depois que assumiu cargo na CAR, o petista segundo Elizeu dos Temperos, estaria faltando as sessões com mais frequência.
Em contato com Moge, ao justificar sua ausência na sessão desta quinta-feira, ele explicou que se encontra de atestado, já com relação a sugestão do vereador Elizeu do Temperos de apurar suas faltas e as viagens a Salvador, Moge resumiu dizendo que não iria comentar “responder Elizeu?” Questionou.
Mesmo o vereador Moge tendo justificado suas ausências, segundo um vereador, que consultou um advogado, as justificativas apresentadas por Moge tem deixado brecha.
Para a Câmara colocar em votação o pedido do vereador Elizeu, seria necessário pelo menos apoio de cinco vereadores, ou seja, basta que cinco dos quinze vereadores assine o pedido da criação da CPI.

Informações que o vereador já teria três assinaturas.