Após assembleia realizada no dia 19, terça-feira, os professores do município de Jaguarari reuniram-se para deliberar e discutir a situação do pagamento do piso salarial. Se já não bastasse a indiferença total durante ano passado para com o Sindicato, a gestão simplesmente se calou, não apresentou proposta nenhuma em relação ao cumprimento da lei, nem apresentou o impacto de folha com o possível aumento, nem qualquer documentação para análise pelo jurídico. 


Talvez não entregaram por conta dos altos números de contratados e cargos comissionados nas escolas municipais, segundo reclamam os professores e Sindicato. Não há mesa de negociação, a gestão de forma desrespeitosa ignora o cumprimento da lei federal. 




Lei essa que foi muito bem abordada pelo Dr. Severiano Alves, convidado para se fazer presente na assembleia.  Ele que foi relator do projeto do piso quando ocupou o cargo eletivo de deputado federal e deixou bem claro que o piso está atrelado ao Plano de Cargos e Salários, incidindo sobre todos os níveis de acordo com a formação de cada professor. Fato esse negado pela atual gestão.




Na oportunidade os professores presentes concordaram em entrar em greve por tempo indeterminado a partir da legalização dos atos e decisões deliberados em assembleia, o que acontecerá semana que vem.