Foto: Reprodução

 Um casal que foi preso por estuprar as duas filhas e filmar os abusos foi condenado a 17 anos de prisão em regime fechado. O julgamento ocorreu na segunda-feira (4) e o Ministério Público da Bahia (MP-BA) divulgou a condenação nesta quarta (6).


Os crimes aconteceram entre os anos de 2019 e 2020, no bairro do Lobato, em Salvador. O casal – que vai ficar detido por 17 anos e 3 meses – também obrigou uma das filhas, que engravidou após os estupros, a ingerir medicamentos e chás abortivos, provocando a expulsão do feto.


Os dois foram presos em Itaberaba, na região da Chapada Diamantina, em novembro de 2020. Eles foram denunciados à polícia depois que vizinhos descobriram que as crianças eram estupradas. O homem foi preso enquanto usava um documento falso. Durante a prisão, ele confessou a polícia o verdadeiro nome e indicou onde a companheira estava, então ela foi encontrada em seguida.


Por G1