A Polícia Rodoviária Federal (PRF) registrou um grave acidente na manhã desta quarta-feira, 20/04/2022, na Rodovia BR 324, trecho que liga Riachão do Jacuípe a Tanquinho, mais precisamente próximo a ponte do Rio Tocós ainda em território jacuipense.

O acidente envolveu três caminhões e um carro de passeio, e resultou na morte no local de um dos caminhoneiros conhecido por Lon natural de Inhambupe mas bastante conhecido em Coité para onde estava levando uma carga de fruta e verdura. As primeiras informações dão conta que o acidente aconteceu depois que o capô do caminhão condizido por Lon abriu e ele perdeu o controle e acabou atingindo e sendo atingido pelos outros veículos. Todos os quatro carros envolvidos saíram da pista e permitiu que o transito continuasse fluindo normalmente e só foi interditado com a chegada da Brigada Voluntária Anjos Jacuipenses por volta das 11h20 para retirar as vítimas das ferragens. Segundo a Brigada ao chegar no local encontrou o caminhoneiro residente em Coité preso às ferragens e sem os sinais vitais. Um casal em outro caminhão, sendo que o caminhoneiro em situação mais grave foi transferido para Feira de Santana ou Salvador apresentando forte hemorragia, suspeita de fratura na perna direita e várias escoriações pelo corpo. A esposa dele está em observação no Hospital Municipal de Riachão do Jacuípe com suspeita de fratura na perna direita. No terceiro caminhão segundo os socorristas também viajavam o caminhoneiro e uma mulher. Eles ficaram presos as ferragens e sendo que o condutor foi socorrido para o hospital com suspeita de fratura na perna esquerda e hemorragia intensa. As outras três vítimas estavam no carro de passeio duas do sexo feminino e uma masculino tiveram ferimentos leves.

Operação mais trabalhosa da história dos Anjos

A Brigada Voluntária Anjos Jacuipenses atua com a função de SAMU e Bombeiro em muitas situações, na de hoje, segundo Lucival Souza socorrista e coordenador do grupo em cinco anos de existência foi a que exigiu mais intensidade no trabalho da turma, pois, foram quatro vítimas nas ferragens tendo que usar todos os recursos necessários, ele disse também que não foi mais complicado porque já pôde contar com a tesoura hidráulica adquirida recentemente graças a doações de amigos dos anjos.



 Fonte: CN