A guerra diante da Ucrânia não tem agradado a todos os russos. Entre eles, o empresário Alex Konanykhin passou a oferecer US$ 1 milhão (cerca de R$ 5 milhões, na cotação atual) para quem prender o presidente Vladimir Putin. Em suas redes sociais, ele afirma que não quer ver o chefe de estado ser assassinado, mas que o mesmo deve ser levado à Justiça para responder por crimes contra a humanidade. 

“Prometo pagar US$ 1 milhão ao oficial que, de acordo com seu dever constitucional, prender Putin como prisioneiro de guerra pelas leis russas e internacionais”, postou Konanykhin, segundo o Isto É Dinheiro. 

Konanykhin critica a ascensão de Putin ao poder: “Violou a Constituição ao eliminar eleições livres e assassinar seus oponentes”.