O Aeroporto Internacional de Petrolina agora está sob os cuidados do Grupo CCR. O direito foi concedido no ano passado pelo Governo Federal em uma rodada de concessões aeroportuárias, e a previsão é que a nova administradora realize investimento de 4,8 bilhões ao longo dos 30 anos de concessão.

A operação teve início na madrugada desta quarta-feira (9), consolidando a privatização da unidade para a empresa, que assumiu simultaneamente a operação de nove aeroportos brasileiros. Além de Petrolina, a companhia passa a ser responsável pelos aeroportos das cidades de Londrina e Bacacheri, no Paraná; Bagé, Pelotas e Uruguaiana, no Rio Grande do Sul; Joinville, em Santa Catarina; Imperatriz, no Maranhão; e Palmas, no Tocantins.

Segundo a CCR, as primeiras mudanças que ocorrerão serão direcionadas “à segurança, ao conforto e à experiência dos passageiros nos aeroportos” adquiridos pelo grupo. Pelas redes sociais, o grupo celebrou o início das operações. Por volta de meia noite de hoje, um voo da empresa Azul marcou oficialmente o início dos trabalhos do CCR no Aeroporto de Petrolina. 

Da Redação RedeGN