Vladimir Putin pede a ministro que forças nucleares entrem “em alerta”
Foto: Reprodução / Youtube

O presidente da Rússia, Vladimir Putin, se reuniu, neste domingo (27), com o ministro da Defesa, Serguei Choigu, e do Estado Maior, Dmitry Yuryevich Grigorenko, no Kremlin. De acordo com as informações divulgadas pela imprensa internacional, no encontro, Putin ordenou que os ministros colocassem as forças nucleares em “regime especial de alerta”.

 

Segundo apurou o Portal Metrópoles, parceiro do Bahia Notícias, na avaliação de Putin, as sanções impostas pelos países ocidentais são “ilegítimas”. Durante a madrugada (horário de Brasília), as tropas russas entraram na segunda maior cidade da Ucrânia, Kharkiv.

 

“Os países ocidentais não estão apenas aplicando sanções econômicas nada amigáveis. Seus líderes de Estado têm feito pronunciamentos agressivos sobre nosso país. Por isso, ordenei que coloquem as forças de dissuasão da Rússia em regime especial de alerta”, afirmou o presidente.

 

O gesto do presidente russo é uma resposta às sanções de países do Ocidente impostas à Rússia, que mesmo assim tem apresentado condições para driblar as medidas restritivas exigidas. A ameaça em apelar para armas nucleares, no entanto, ligou um alerta para o efeito catastrófico que o uso do aparato com grande potencial letal e destrutivo pode causar.