Em trágica coincidência, se assim podemos chamar, três pessoas com vínculo familiar no município de Campo Formoso (BA) estão na lista de mortos durante desabamentos provocados por fortes chuvas registradas na manhã de domingo (30) em Franco da Rocha e outras cidades da região metropolitana do estado de São Paulo.


Segundo informações de parentes que residem na localidade de Lagoa Rasa, as vítimas que não conseguiram resistir aos ferimentos e faleceram são Anderson Costa Santos, 26 anos, Vinícius Santos Pina, 12 anos e Cléber José Bonfim, 37 anos.

Até o final da manhã desta segunda-feira (31), pelo menos cinco pessoas de duas famílias de Campo Formoso ficaram feridas e foram hospitalizadas, outra identificada por Zeca Bonfim continua desaparecido entre escombros.

Em entrevista ao 98 Notícias, a senhora Jaqueline Costa Souza Magalhães que reside na localidade Lagoa Rasa e é tia de Vinicius lamentou a tragédia. “É um momento de muita tristeza, mas a gente está aqui dando forças para aqueles que sobreviveram (…) Fez 10 dias que eles estavam aqui, minha irmã, o esposo e o neto. Era pra trabalhar assim que chegassem lá. E chegando lá, meu cunhado recebeu a informação que só iria trabalhar dia 09, então era para estarem aqui conosco”, contou

A sobrinha de seu Zeca Bonfim, Janilde Cavalcante disse acreditar que ele será retirado com vida do soterramento, porém reforçou que a situação é muito delicada.“A gente se sente comovido(…) minha mãe está em choque, uma tia também, as duas foram criadas por ele [José Bonfim]. Que Deus permita que ele ainda esteja com vida, a gente está confiante, mas a gente sabe que é meio complicado”, comentou.

De acordo com Patrícia Souza Costa que perdeu dois sobrinhos e um primo, o poder público local demorou tomar medidas que evitariam a tragédia. “O que a gente sabe é que há uns dois anos no morro que cedeu já havia uma rachadura, então há falha da Defesa Civil, do poder público, porque se já havia uma falha na estrutura deste bairro, eles poderiam ter evitado que isso tivesse acontecido”, disse Patrícia Souza Costa, uma das tias de duas vítimas.

Fonte: 98 Notícias