Refugiados ucranianos começam a chegar aos países vizinhos
Foto: Reprodução / ACNUR

Uma leva de centenas de refugiados ucranianos começaram a chegar aos países vizinhos da Europa Central nesta quinta-feira (24), que já se preparam para receber o alto fluxo de migrantes. Na manhã de hoje, o alto-comissário da ONU para Refugiados, Filippo Grandi, disse que a instituição está "seriamente preocupada".



"As consequências humanitárias para as populações civis serão devastadoras. Não há vencedores na guerra, mas inúmeras vidas serão dilaceradas", disse Grandi em um comunicado da ONU.

 

O representante das Nações Unidas ressaltou a importância da preservação das vidas humanas durante o conflito travado entre a Rússia e a Ucrânia. Ele informou que os governos e as organizações estão se unindo para apoiar as populações afetadas. "Estamos prontos para apoiar os esforços de todos para responder a qualquer situação de deslocamento forçado", alegou.

 

Estima-se que 200 mil e 1 milhão de pessoas ultrapassem os limites do território ucraniano fugindo dos efeitos da guerra. Desde a madrugada desta quinta-feira, quando a Rússia realizou as primeiras ofensivas, ao menos 57 pessoas morreram e outras 169 ficaram feridas, de acordo com a CNN Brasil.