STF encaminha à PGR notícia-crime contra Flávio Bolsonaro
Foto: Reprodução / Agência Senado

O Supremo Tribunal Federal (STF), através do  ministro Ricardo Lewandowski, encaminhou, nesta sexta-feira (25) à Procuradoria-Geral da República (PGR), uma notícia-crime contra o senador Flávio Bolsonaro (PL-RJ) por advocacia administrativa e organização criminosa.

 

A denúncia foi encaminhada à Corte pelo deputado federal Reginaldo Lopes (MG), líder do PT na Câmara. Conforme divulgou o Portal Metrópoles, parceiro do Bahia Notícias, Lopes acusa o senador de ter cometido os crimes ao acionar a Receita Federal e o Serviço Federal de Processamento de Dados (Serpro) para levantar informações que pudessem favorecer sua defesa no inquérito das “rachadinhas”, que apura a prática ilícita no gabinete de Flávio quando ainda era deputado estadual pelo Rio de Janeiro.

 

Ao encaminhar a denúncia à PGR, o ministro salientou que o regimento interno do STF impede a Corte de processar notícias-crime, sendo essas obrigadas a serem endereçadas à PGR.

 

O portal Metrópoles chegou a procurar o senador para ouvir seu posicionamento. Por meio de nota, as advogadas Luciana Pires e Juliana Bierrenbach, que representam o  Flávio Bolsonaro, afirmaram não haver “nada de ilegal ou moral na solicitação da defesa” em pedir informações à Receita. “O pedido foi feito de maneira formal, dentro dos canais adequados e que todo cidadão têm acesso. Todo cidadão tem direito a fazer petição e foi isso que a defesa fez, exerceu um direito”, disse.