Caso queria, PV está de portas abertas para Marcelo Nilo, diz presidente da sigla
Foto: Priscila Melo / Bahia Notícias

Após ter se ventilado a possibilidade do deputado federal Marcelo Nilo deixar o PSB, depois que o político rompeu com a base do governador Rui Costa e do senador Jaques Wagner, ambos do PT, o presidente do Partido Verde (PV) na Bahia, Ivanilson Gomes, disse que o partido está de portas abertas caso Nilo opte pela sigla.

 

De acordo com o presidente da sigla, nada foi conversado por nenhum dos lados, mas a possibilidade já é antiga. “O interesse de Marcelo Nilo no PV ocorreu há mais de dois anos, tem um tempo já, mas acabou não dando certo e ele foi para o outro partido. Nesse momento nenhum tipo de manifestação nem da nossa parte nem da dele. Ele é um excelente deputado, obviamente que é um deputado que qualquer partido receberia, não tenho menor dúvida disso”, disse ao Bahia Notícias.

 

Ivanilson disse ainda que o partido segue na base de apoio à candidatura de ACM Neto ao governo da Bahia. “Até então temos essa aliança que agora em 2022 são 10 anos. É natural que o desejo do partido seja continuar. Porém, tem toda essa questão da federação que está sendo discutida, embora não tenha nada definitivo, mas é uma discussão em curso. A federação muda tudo, ela muda todos os rumos dos partidos nos estados porque a lei da federação é uma lei que a decisão é a nível nacional e ela é verticalizada. Portanto, os estados não tem muita autonomia para trilhar um caminho diferente da federação”, explicou. 

 

Ainda de acordo com o presidente da sigla, o PV segue discutindo com o PSB, com o PCdoB e com o PT sobre a formação da federação. “Como os prazos agora ficaram mais elásticos, é possível que tenha muita conversa até maio”, disse, reiterando seu interesse pela federação.  

 

“Precisamos construir uma federação que não crie dificuldades nos estados, mas sim à favor. Muita gente tá tratado a federação como coligação e na verdade, a federação é algo que veio para criar um bloco de partidos que tenham identidades. Esse é o verdadeiro objetivo da federação, mas infelizmente não sei se isso vai ocorrer de fato, mas pelo menos nós do PV temos nos aproximado de partidos que tenham identidade com as causas que nós defendemos”, reforçou.