Um homem que tinha uma decisão judicial para que não se aproximasse da família foi morto pelos filhos, após ameaçá-los, na noite dessa sexta-feira (14/1), no Recanto das Emas.

De acordo com o delegado Pablo Aguiar, da 27ª Delegacia de Polícia (Recanto das Emas), o homem tinha a chave da residência e entrou no imóvel, localizado na Quadra 510, por volta de 23h de sexta. Ele apresentava sinais de embriaguez. No local, passou a dizer aos filhos que eles “teriam ficado do lado da mãe mesmo ela tendo traído ele”.

Os dois filhos, de 20 e 23 anos, informaram ao pai que a mãe não estava em casa. Conforme o delegado, os irmãos disseram que a mulher estava em viagem há cerca de um mês, para fugir das importunações do ex-companheiro.

“O pai havia sido preso em junho do ano passado por crime praticado contra a ex-mulher, no âmbito da Lei Maria da Penha, de vias de fato e injúria. Em agosto, ele também foi preso por mandado de prisão por crime praticado contra a ex-mulher. E, em outubro, colocado em liberdade. Segundo os filhos, ele usava tornozeleira eletrônica, mas ontem (14/1) retirou”, conta Pablo Aguiar.

Confusão

No local, o homem ameaçou destruir a residência e quebrou a televisão da sala. Em seguida, um dos jovens o colocou para fora.

Nesse momento, o pai, que estava com uma faca, passou a bater nos vidros da residência e quebrá-los. Segundo o delegado, um dos filhos, então, saiu por trás da casa, aplicou um golpe com uma máquina de choque no pai e o outro desferiu dois golpes de faca, que foram fatais.

Após o crime, os dois autores permaneceram na casa. A Polícia Militar do DF foi acionada e, chegando ao local, encontrou o homem esfaqueado caído no chão. O Corpo de Bombeiros também atendeu a ocorrência e confirmou o óbito.

À PM os jovens disseram que o homem estava, até há poucos dias, com restrição para frequentar o local. Porém, na noite dessa sexta-feira, apareceu de surpresa na casa.

Os filhos ainda relataram que o pai puxou uma faca e partiu para cima deles. Em defesa, pegaram outra faca e feriram o homem, que não resistiu.

Na 27ª DP, os irmãos foram autuados em flagrante por homicídio qualificado por motivo fútil. Eles devem passar por audiência de custódia neste domingo (16/1).

Fonte: Metrópoles