Veja o cenário de destruição em algumas cidades baianas, depois que as águas baixaram

 

Após as fortes chuvas que atingiram o interior da Bahia, cerca de 115 municípios, contam os prejuízos provocados pelas enchentes. As primeiras imagens e fotos que começara a circular pelas sociais e pela imprensa foram dos municípios do extremo sul da Bahia, em especial do Distrito de Nova Alegria, pertencente ao município de Itamaraju, cortada pela BA 126. Segundo a prefeitura, cerca de 70% da população foi afetada com a enchente, tendo as moradias parcial ou completamente destruídas.

Nova Alegria | Reprodução

O agricultor José Rocha, morador do Povoado do Coqueiro, município de Jucuruçu, lamentou, pois, já passam de 10 dias sem nenhum tipo de meios de locomoção das pessoas, porquê estradas e pontes estão todas interditadas. “Jucuruçu está todo destruído, Nova Alegria parece até cena de guerra pela maneira que ficou”, firmou o produtor rural.

Nova Alegria | Reprodução

Ibipepa – A forte chuva que atingiu Ibipeba, localizado no território de Irecê, na quinta-feira, dia 23, destruiu o povoado Serra Grande, que fica a aproximadamente 20 quilômetros da sede do município. Um morador de Lagoa Grande, próximo de Serra Grande, conhecido por Papagaio, relatou a situação de calamidade naquele povoado que tinha 35 residências e 25 foram totalmente distribuídas pelas chuvas. Conforme conversa com o repórter Valdemi de Assis 

Assista ao vídeo da situação atual do Povoado Serra Grande, depois que passou a enxurrada.

A água desceu para Lagoa Grande, inundou algumas casas, por está com muita força e altura em direção a Serra Grande e pegou os moradores de surpresa. Papagaio relata com detalhe a situação de terror que viveu os moradores.

Itanhem – O prefeito Mildson Medeiros (PSD), disse ao CN que são vários dias de chuva, “agora está mais fraca, porém ainda não deu trégua”, falou o Social Democrata. “Tanto o governo estadual quanto o federal, disponibilizaram algumas cestas básicas, mas estamos precisando é de maquinário, nossas pontes e estradas estão acabadas e aqui é uma bacia leiteira, estamos com muitas dificuldades para o transporte deste produto. Nosso município é a maioria de pequenos agricultores, que sobrevivem do leite” ressaltou Medeiros. 

“Perdemos muitas pontes, estradas que foram feitas, cascalhada, acabaram. Pedimos socorro por máquinas, patrol, enchedeira e retroescavadeira”, concluiu,

Neste vídeo a imagem de uma estrada vicinal de Itanhém.

Itambé – Rio Verruga transbordou e atingiu completamente as áreas localizadas em seu entorno, deixando um rastro de destruição por todos os lados. As consequências foram desastrosas e cerca de 600 famílias foram atingidas e até o momento, segundo o site da Prefeitura, 60 casas desmoronaram e outras centenas de habitações estão com sua estrutura totalmente comprometida. Fotos enviadas ao CN pelo Padre Alessandro, vigário da paróquia São Sebastião, de Itambé, mostra a realidade após as baixarem as águas.

Ubaíra – O rio Jequiriçá passa por 11 cidades do conhecido Vale do Jequiriçá e uma delas é Ubaíra, foi a mais atingida. Lá, a força do rio arrastou veículos e casas, deixando dezenas de desabrigados. Videos feitos por moradores mostram casas completamente destruídas e a região central da cidade onde fica o comércio, com prejuízos incalculáveis.

Calila


Compartilhar Google Plus

Autor emcimadanoticia

Esta é uma breve descrição no bloco de autor sobre o autor. Editá-lo digitando o texto no html .

Postagens Relacionadas

0 comentários :

Postar um comentário

Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial