As chuvas que atingiram fortemente a Bahia no início de dezembro segue fazendo vítimas. Nesta quinta-feira, 23, o número de vítimas subiu para 17, de acordo com balanço foi divulgado pela Superintendência de Proteção e Defesa Civil do Estado da Bahia (Sudec). A 17ª vítima é uma criança de apenas um ano, que foi picada por uma cobra, no município de Prado.

No total, as 17 mortes foram registradas nas cidades de Ruy Barbosa (1), Itapetinga (1), Itaberaba (2), Itamaraju (4), Macarani (1), Prado (2), Amargosa (2), Jucuruçu (3) e Ilhéus (1).

Ao todo, 379.132 pessoas foram afetadas pela chuva de alguma forma. Até o momento, 66 cidades baianas decretaram situação de emergência. Entre as cidades mais afetadas estão Itamaraju, Jucuruçu, Prado, Itanhém e Medeiros Neto.

De acordo com Sudec, 3.336 pessoas ficaram desabrigadas e precisaram de apoio das prefeituras e 11.217 ficaram desalojadas, o que significa dizer que também tiveram que abandonar seus imóveis, mas não necessitaram de abrigo.

A Sudec tem realizado um serviço de cadastramento de famílias em situação de vulnerabilidade que residem nos municípios atingidos pelas fortes chuvas no extremo sul.

O trabalho é realizado junto com a Secretaria de Justiça, Direitos Humanos e Desenvolvimento Social (SJDHDS) e o Corpo de Bombeiros Militar da Bahia (CBMBA). Entre os itens que serão doados estão fogões e geladeiras, considerados essenciais, além de colchões e botijões de gás.