A situação mais perigosa é a da barragem da Baixa do Arroz, no povoado de Cachoeira das Araras, no distrito de Bate-Pé 

barragem_blog_do_sena_widelgFoto: Reprodução / Blog do Sena


 A situação mais perigosa é a da barragem da Baixa do Arroz, no povoado de Cachoeira das Araras, no distrito de Bate-Pé 


Nesta segunda-feira (27), a Prefeitura de Vitória da Conquista, no sudoeste da Bahia, emitiu um alerta sobre o risco do rompimento de barragens e açudes na zona rural da cidade. A situação mais perigosa é a da barragem da Baixa do Arroz, no povoado de Cachoeira das Araras, no distrito de Bate-Pé, a 58km do centro da cidade. O local apresenta muita “instabilidade” e caso rompa pode causar sérias inundações.

Segundo a prefeitura, outro ponto crítico fica no distrito de São João da Vitória, distante 47km da cidade. Embora com menor gravidade, vários açudes localizados no distrito de João Gonçalves também podem romper.

Vitória da Conquista tem sofrido com as chuvas torrenciais nos últimos dias que causou diversas enchentes, deixando casas alagadas e milhares de pessoas desabrigadas. A barragem do Quati foi uma das que rompeu e o volume de água também impactou na barragem do Iguá, que “não suportou”, agravando a situação na cidade e nas localidades próximas.

A prefeitura informou, em nota, que segue acompanhando todas as ações por meio de um comitê de gestão de crises, criado para lidar com o problema das chuvas. “O Comitê Gestor de Crise está acompanhando as ações desde as primeiras horas dessa segunda, a fim de garantir a segurança dos munícipes em todo território municipal”, diz o comunicado.

.