A história pós eleições 2020 ganhou mais um capítulo na última terça-feira (14), após a Juíza Eleitoral Ana Lúcia Ferreira Matos emitir um despacho remarcando a audiência que seria realizada nesta quarta-feira (15) para o dia 8 de fevereiro de 2022, às 10:30.     

  

A decisão se deu após a advogada de defesa de Thiago Gilleno apresentar a necessidade de afastamento por doença. Já que nos autos não haviam advogados aptos para defesa, o pedido foi acatado e a audiência adiada.   

  

O fato, logo se espalhou pela cidade, causando diversos questionamentos de populares que aguardavam ansiosamente o desfecho de mais uma novela mexicana na política de Ponto Novo. O fato é que os ansiosos terão que esperar até o ano que vem para saber o resultado.   

  

Com a decisão, a defesa do médico/prefeito conseguiu o que queria: tempo para retardar o processo que pode lhe custar o mandato. Nos bastidores, informações dão conta de que se trata de um processo robusto, com respaldo legal e repleto de provas.   

  

Contrariando o discurso do prefeito eleito que demonstrou dormir tranquilo em meio ao turbilhão, o pedido de sua defesa mostra que há uma grande preocupação na alta cúpula de seu grupo sobre o desenrolar de toda essa história.   

  

Preparem a pipoca e a Coca-Cola, pois essa série ganhou mais uma temporada e estaremos ‘maratonando’ e trazendo tudo para conhecimento da população. Afinal, nunca um ditado fez tanto sentido: “quem não deve, não teme”. 


 Web Interativa