Repeteco: Otto é chamado de covarde e senadores batem-boca na CPI da Pandemia

 

Repeteco: Otto é chamado de covarde e senadores batem-boca na CPI da Pandemia
Foto: Marcos Oliveira/Agência Senado

A CPI da Pandemia recebe nesta quarta-feira (9) o ex-secretário executivo do Ministério da Saúde, Elcio Franco, para depoimento. Considerado braço direito de Eduardo Pazuello durante sua gestão, Franco foi demitido da pasta quando Pazuello deixou o ministério.

 

O início da sessão foi para votação de requerimentos de convocação de autoridades e de quebras de sigilo. As cenas de dicussões acaloradas tomaram novamente a tela da TV Senado.

 

Os senadores Marcos Rogério (DEM-RO) e Otto Alencar (PSD-BA) discutiram quando o governista questinou o requerimento apresentado pelo parlamentar baiano para convocar a diretora do Programa Nacional de Imunizações (PNI), Francieli Fortunado.

 

Marcos Rogério chamou Otto de covarde, que então levantou e se dirigiu a Rogério, exaltato e com a mão levantada. A TV Senado cortou o áudio da transmissão e as palavras de Otto não puderam ser ouvidas.

 

Antes, os membros da comissão haviam criticado o sigilo sob documentos enviados à CPI, em especial sobre vacinas. O presidente da CPI, Omar Aziz (PSD-AM) concordou e pediu mais transparência.

 

DEPOIMENTO DE FRANCO
O depoimento do general Elcio Franco estava previsto para o dia 27 de maio, mas ele argumento à comissão que ainda estava em processo de recuperação após testar positivo para coronavírus.

 

O depoimento de Elcio Franco começou às 10h47 desta quarta-feira.

Compartilhar Google Plus

Autor emcimadanoticia

Esta é uma breve descrição no bloco de autor sobre o autor. Editá-lo digitando o texto no html .

Postagens Relacionadas

0 comentários :

Postar um comentário

Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial