PRF recupera em Senhor do Bonfim veículo roubado que circulava com placas clonadas

 

Um automóvel VW/Gol com ocorrência de roubo foi recuperado pela Polícia Rodoviária Federal (PRF) na noite de sábado (07), em Senhor do Bonfim, na Região Norte da Bahia. 

Equipe da PRF realizava fiscalização de combate a criminalidade no Km 117 da rodovia, quando abordou o Gol com placas de Camaçari. O veículo era conduzido por um homem de 24 anos. Ele estava acompanhado de uma mulher de 18 anos de idade. 

Durante a fiscalização no veículo, foram encontradas indícios de adulterações nos elementos identificadores, o que levou a equipe a aprofundar a verificação no carro. Com técnicas de identificação veicular, os PRFs perceberam elementos que indicavam outro veículo, da mesma marca e modelo, porém com placas diferentes. Essa modalidade de troca de placas é utilizada para tentar ‘burlar’ fiscalizações da polícia. 

Após consulta ao sistema de dados, os agentes constataram se tratar na realidade de um veículo com ocorrência furto/roubo.

Comprovado o crime de receptação (art. 180 CP), a ocorrência foi encaminhada para a Delegacia de Polícia Civil local, para formalização dos procedimentos da lavratura do flagrante. 

Como ocorre o crime de adulteração 

Na adulteração, os criminosos trocam a identificação do veículo e seus documentos para que pareça ser um veículo regular. Neste momento o veículo recebe placas de outro veículo idêntico e o proprietário desse veículo, que se encontra em situação regular, torna-se a segunda vítima dos criminosos pois passa, muitas vezes, a receber multas de trânsito por infrações relacionadas ao veículo clonado. 

A PRF orienta que, na pesquisa ou ato da compra, o novo proprietário sempre desconfie de anúncios tentadores, leve-o a um mecânico de confiança e confronte as informações do documento com os elementos identificadores no veículo.

Setor de Comunicação PRF
Compartilhar Google Plus

Autor emcimadanoticia

Esta é uma breve descrição no bloco de autor sobre o autor. Editá-lo digitando o texto no html .

Postagens Relacionadas

0 comentários :

Postar um comentário

Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial