Campo Formoso: Polícia Civil de Pernambuco apreende documentos de suspeito de fraude em venda de veículo

9522276ffc1ad4e7ed484f741a8340ed

Imagem Ilustrativa

A Polícia Civil de Pernambuco em ação conjunta com a Polícia Civil da Bahia cumpriu mandado de busca e apreensão nesta terça-feira (04), em Campo Formoso (BA), na residência de um suspeito de fraudes na compra e venda veículos na região do Vale do São Francisco.

Segundo informações da 19ª Coordenador Regional de Polícia do Interior (Coorpin), o mandado foi expedido pela comarca de Petrolina (PE), e conseguiu apreender documentos e aparelhos telefônicos utilizados pelo suspeito de iniciais M.H.C.R..

A Polícia Civil informou também que “o suspeito contactou o vendedor do veículo pelo aplicativo do OLX e por lá e pelo Whatsapp negociou todos os detalhes da venda. Para ganhar a confiança do vendedor o suspeito se comprometia a depositar o valor a ser pago antecipadamente, antes mesmo de ver o veículo”.

Ainda de acordo com a 19ª Coorpin, o suspeito depositava envelopes vazios em caixas eletrônicos e em seguida enviava comprovantes para o dono do veículo.

A Polícia Civil disse também que o vendedor fez a entrega do veículo e da documentação para o comprador, porém dias depois a vítima descobriu o golpe.

A polícia acredita que podem existir outras pessoas que caíram na fraude.

A Polícia Civil também listou algumas recomendações:

Essa se trata de uma fraude muito comum nos dias de hoje, sendo importante àqueles que realizam compras e vendas com uso dos recursos disponíveis na internet das cautelas de:

  • Não confiar em comprovantes de depósitos de envelopes em caixas eletrônicos, pois podem estar vazios e não permitem uma verificação imediata de seu conteúdo mediante saldo ou extrato;
  • Não entregar o veículo e a documentação antes de ter certeza mediante consulta na conta de depósito de que o valor creditado está disponível;
  • Não efetuar qualquer pagamento sem antes ver ou ter certeza da existência do veículo, de preferência pessoalmente;
  • Não aceitar fazer negócio com terceiros que se identificam como intermediários do real comprador e/ou vendedor (patrão, chefe, amigo, primo, irmão e etc.);
  • Não pagar valores a título de garantia da concretização da negociação (para segurar o veículo);
  • Desconfiar sempre de ofertas de veículos com preço abaixo dos de mercado;
  • Desconfiar de anúncios que informem se tratar de veículo “Bom pra Roça”, “Finan” ou que o vendedor “Facilite para negativados” ou “aceite pagar no nome”.
  • Não adquirir veículo sem antes fazer consultas nos sites do DETRAN e SINESP CIDADÃO, para verificar se existe alguma restrição ou dívida vinculada ao veículo.
  • E por último, após se certificar de todos os requisitos anteriores, somente entregar o veículo após o preenchimento do CRV (antigo DUT) e reconhecimento das firmas em cartório;

.

Por: Leandro Daniel/Notícias iMais com informações da 19ª Coorpin

Compartilhar Google Plus

Autor emcimadanoticia

Esta é uma breve descrição no bloco de autor sobre o autor. Editá-lo digitando o texto no html .

Postagens Relacionadas

0 comentários :

Postar um comentário

Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial