Bahia teve acréscimo de 44% nos leitos de UTI desde fevereiro, aponta Datasus

Bahia teve acréscimo de 44% nos leitos de UTI desde fevereiro, aponta Datasus
Foto: Manu Dias/GOVBA

Desde o mês de fevereiro a Bahia ganhou um número considerável de leitos de Tratamento Intensivo (UTIs) adulto, pediátricas e neonatais. O acréscimo foi de 44% até esta terça-feira (14), de acordo com informações do Cadastro Nacional de Estabelecimentos de Saúde (Cnes-Datasus), incluindo unidades do Sistema Único de Saúde (SUS) e privadas. O levantamento não considerou os leitos de UTI exclusivos para tratamento de queimados e coronarianos.

A ampliação está diretamente ligada à pandemia do novo coronavírus. Os leitos são necessários no tratamento de casos graves da doença Covid-19, que ataca os pulmões e causa insuficiência respiratória e cujo tratamento depende de equipamentos de suporte de vida e respiração mecânica.

Em fevereiro, a Bahia somava 2.044 UTIs, incluindo unidades do Sistema Único de Saúde (SUS) e privadas, adultos, pediátricas e neonatais. Até então, o estado não tinha nenhuma unidade exclusiva para Covid-19. Essas UTIs especializadas foram incluídas a partir do mês de março, quando o total pulou para 2.720, um acréscimo de 33%. E chegou aos 2.960 atuais.

Atualmente a Bahia possui 923 UTIs só para tratamento de pacientes infectados pelo novo coronavírus. 98% deste número são leitos destinados a adultos.

LEITOS DE UTI EM SALVADOR CRESCEM 67%
A capital baiana concentra o maior número de leitos no estado. Aproximadamente 70% das UTIs de toda a Bahia estão em unidades de saúde de Salvador. O acréscimo de leitos deste tipo na cidade foi ainda maior que no estado desde fevereiro: 67%.

A capital passou de 1.220 leitos deste tipo no mês do carnaval, para os atuais 2.040. Só de unidades destinadas exclusivamente para pacientes com Covid-19 o número é de 792 do tipo adulto e 17 pediátricas.
Compartilhar Google Plus

Autor emcimadanoticia

Esta é uma breve descrição no bloco de autor sobre o autor. Editá-lo digitando o texto no html .

Postagens Relacionadas

0 comentários :

Postar um comentário

Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial