Para ministros do STF e STJ, TRF-4 exagerou em caso Lula para reafirmar Lava Jato

Para ministros do STF e STJ, TRF-4 exagerou em caso Lula para reafirmar Lava Jato
Relator no TRF-4, João Pedro Gebran Neto | Foto: Reprodução / O Globo

A decisão do Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4) de aumentar a condenação do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) no caso do sítio de Atibaia não foi bem vista por ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) e do Superior Tribunal de Justiça (STJ). Para magistrados dessas cortes, os desembargadores exageraram ao passar a pena de 12 anos e 11 meses para 17 anos, um mês e 10 dias pelos crimes de corrupção passiva, ativa e lavagem de dinheiro. A decisão unânime foi tomada nessa quarta-feira (27) (saiba mais aqui).

Embora o STF tenha anulado um processo em que o réu tenha apresentado suas alegações finais ao mesmo tempo que os delatores (veja aqui), o TRF-4 julgou que a defesa de Lula não foi prejudicada e decidiu manter a condenação.

Segundo informações do blog Painel, da Folha de S. Paulo, um dos ministros do STJ que se posicionou de forma contrária à decisão pontua que há menções a acusações de delatores na sentença que condenou Lula na primeira instância. Sendo assim, ele acredita que isso dá força ao argumento da defesa do petista e o próprio STJ pode derrubar a decisão do TRF-4 quando for julgar o caso.
Compartilhar Google Plus

Autor emcimadanoticia

Esta é uma breve descrição no bloco de autor sobre o autor. Editá-lo digitando o texto no html .

Postagens Relacionadas

0 comentários :

Postar um comentário

Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial