Jaguarari: TJ muda júri de acusado de matar vereador; MP alegou influência de ex-gestor


O júri que vai julgar um homem acusado de matar um vereador em Jaguarari, no Piemonte Norte do Itapicuru, foi transferido para Salvador. É que, em decisão desta terça-feira (6), a Primeira Câmara Criminal acolheu pedido do Ministério Público do Estado (MP-BA) que solicitou a mudança do julgamento da Comarca de Jaguarari.

Conforme o parquet, não há condições de o julgamento ocorrer em Jaguarari. O MP-BA teme a suspeição do júri devido à influência exercida tanto pelo ex-prefeito Edson Luiz de Almeida, acusado de ser mandante do homicídio, como por Antônio Moura Sande, suspeito de atirar e matar o vereador Ariomar de Oliveira Rocha (PT). Ainda segundo o MP-BA, a falta de condições já teria sido comunicada pela juíza Maria Luiza Nogueira Cavalcanti Muritiba. O ex-prefeito Edosn Luiz de Almeida teve a pena extinta do caso.

Antônio Moura Sande é acusado de homicídio qualificado, suspeito de matar o ex-vereador em uma emboscada. Segundo a acusação, Sande teria recebido cerca de R$ 30 mil de Almeida para matar Ariovaldo de Oliveira Rocha. À época, o vereador fazia oposição ao ex-prefeito Edson Luiz de Almeida. O crime ocorreu em 22 de julho de 1998.

Bahia Notícias
Compartilhar Google Plus

Autor emcimadanoticia

Esta é uma breve descrição no bloco de autor sobre o autor. Editá-lo digitando o texto no html .

Postagens Relacionadas

0 comentários :

Postar um comentário

Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial