Ministério da Economia diz que não foi notificado a prestar esclarecimentos ao TCU

Ministério da Economia diz que não foi notificado a prestar esclarecimentos ao TCU
Foto: Isac Nóbrega / PR

O Ministério da Economia declarou, neste domingo (7), que ainda não foi notificado para prestar esclarecimentos sobre uma suposta investigação do Conselho de Controle de Atividades Financeiras contra o jornalista Glenn Greenwald, cofundador do site The Intercept Brasil. A exigência foi feita pelo Tribunal de Contas da União (TCU), que deu prazo de 24 horas para que o ministro Paulo Guedes se explique, segundo o jornal O Estado de S. Paulo (veja aqui). No entanto, a pasta diz que ainda não recebeu a demanda.

"Nós teremos prazo para responder após a notificação. A informação que temos é que ainda não houve expedição da notificação", declarou a assessoria de comunicação da pasta, segundo a Agência Brasil.

A notícia de que havia uma investigação por parte do Coaf foi publicada pelo site O Antagonista, que tem sido utilizado pelo ministro Sergio Moro para divulgar seus posicionamentos. De acordo com a nota do portal, a investigação teria sido solicitada pela PF, que é subordinada ao Ministério da Justiça e Segurança Pública, comandado por Moro.

O Moro está no centro de uma série de matérias divulgadas pelo Intercept Brasil. Há cerca de um mês, o site tem revelado mensagens trocadas por ele, quando era juiz relator da Operação Lava Jato com procuradores da força-tarefa. Os diálogos, cuja autenticidade é contestada pelos citados, mostram Moro atuando de forma articulada com os membros do Ministério Público Federal (MPF), favorecendo assim a parte de acusação nos processos (saiba mais aqui).
Compartilhar Google Plus

Autor emcimadanoticia

Esta é uma breve descrição no bloco de autor sobre o autor. Editá-lo digitando o texto no html .

Postagens Relacionadas

0 comentários :

Postar um comentário

Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial