PT irá à corregedoria da Polícia Federal contra agente que escoltou Lula até velório do neto

O PT deverá ingressar com representação na Corregedoria da Polícia Federal contra o policial federal Danilo Campetti, que escoltou o ex-presidente Lula durante o velório do menino Arthur Araújo Lula da Silva, utilizando um distintivo da polícia de Miami/S.W.A.T (a divisão de armas e táticas especiais da polícia norte-americana) em seu colete à prova de balas.

O anúncio foi feito pela presidente nacional do PT, deputada Gleisi Hoffmann. Danilo Campetti atuou na equipe que protegeu o então candidato do PSL Jair Bolsonaro e por diversas vezes postou em redes sociais mensagens de apoio ao Bolsonaro, a quem se referia como “capitão” e usava a hashtag “#mito” (leia mais).

"O problema não é o mesmo policial que fez a escolta do Lula ter feito a segurança do Bolsonaro nas eleições. O grave é o engajamento político do policial pró-Bolsonaro. É caso de corregedoria. Vamos tomar providências. E pedir explicações do porque ostentar o símbolo da polícia americana", escreveu ela no Twitter, prometendo apurar o ato.

O agente Danilo Campetti atua em uma divisão tática da Polícia Federal (PF) e fez cursos de especialização nos Estados Unidos, de onde teria recebido o distintivo.

Fonte: Uol
Compartilhar Google Plus

Autor emcimadanoticia

Esta é uma breve descrição no bloco de autor sobre o autor. Editá-lo digitando o texto no html .

Postagens Relacionadas

0 comentários :

Postar um comentário

Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial