STJ concede liberdade a funcionários da mineradora Vale presos por Brumadinho

STJ concede liberdade a funcionários da mineradora Vale presos por Brumadinho
O ministro Nefi Cordeiro, do Superior Tribunal de Justiça (STJ), determinou a liberdade de oito funcionários da mineradora Vale que estavam em prisão temporária desde o dia 15 de fevereiro pelo rompimento da barragem da mina Córrego do Feijão, em Brumadinho, Minas Gerais. O incidente deixou 179 pessoas mortas e 131 desaparecidos, até o momento. 

A decisão foi proferida em caráter liminar, até que se julgue o habeas corpus no Tribunal de Justiça de Minas Gerais. 

De acordo com a Folha de S. Paulo, o habeas corpus foi solicitado pelo gerente-executivo de Gestão de Riscos e de Estruturas Geotécnicas Ferrosos da Vale, Alexandre de Paula Campanha, e teve seus efeitos estendidos para outros funcionários presos. Acabaram sendo beneficiados também Joaquim Pedro de Toledo, Renzo Albieri Guimarães Carvalho, Cristina Heloiza da Silva Malheiros, Artur Bastos Ribeiro, Marilene Chstina Oliveira Lopes de Assis Araújo, Felipe Figueiredo Rocha e Hélio Márcio Lopes da Cerqueira. 

Os presos possuem cargos de gerência ou fazem parte de equipes técnicas que gerenciavam diretamente a mina do Córrego do Feijão, onde ficava a barragem rompida.
 
De acordo com a Folha de S. Paulo
Compartilhar Google Plus

Autor emcimadanoticia

Esta é uma breve descrição no bloco de autor sobre o autor. Editá-lo digitando o texto no html .

Postagens Relacionadas

0 comentários :

Postar um comentário

Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial