Wagner critica anti-petismo, mas admite erros: 'Muita gente nossa meteu o pé na jaca'

Wagner critica anti-petismo, mas admite erros: 'Muita gente nossa meteu o pé na jaca'
Foto: Fernando Duarte / Bahia Notícias

Um dos integrantes da coordenação de campanha de Fernando Haddad (PT) pela Presidência da República, Jaques Wagner (PT) criticou nesta quarta-feira (10) o clima de anti-petismo na eleição. Em entrevista concedida em Salvador, no entanto, ele admitiu que seu partido cometeu erros e disse que "muita gente nossa meteu o pé na jaca".

"O maior foi não ter feito a reforma política no primeiro ano, não ter regularizado a questão do financiamento público de campanha logo que a gente chegou. E acabou que a gente começou a exercer política com um lastro legal que não leva para uma boa política. Isso pra mim é o crime maior do PT. Então muita gente nossa, como já disse outras vezes, meteu o pé na jaca", analisou Wagner.

Eleito senador no último domingo (7), ele afirmou que acredita que o clima anti-PT no país já está diminuindo e que o trabalho feito pelos governos do partido na Bahia contribui para esse fenômeno ser menor na região. "No Nordeste o que acontece de diferente: a prosperidade e os benefícios que as pessoas sentiram nos nossos governos é muito mais forte que a tentativa de criminalizar o PT e os erros que o PT fez", declarou.

Para Wagner, o argumento do anti-petismo também é usado por pessoas que não conseguem justificar o apoio a Jair Bolsonaro (PSL) na disputa pelo Palácio do Planalto. "Muita gente usa nesse momento o anti-petismo como uma espécie de explicação, porque não encontra um argumento razoável para dizer porque vota em alguém que fala os impropérios que fala", disse.
Compartilhar Google Plus

Autor emcimadanoticia

Esta é uma breve descrição no bloco de autor sobre o autor. Editá-lo digitando o texto no html .

Postagens Relacionadas

0 comentários :

Postar um comentário

Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial