DELEGADA QUE INVESTIGOU CASO BEATRIZ TAMBÉM DEVE SER CANDIDATA NAS ELEIÇÕES 2018


A delegada Gleide Ângelo também vai percorrer o caminho partidário. Ela se filiou ao 
PSB. A delegada foi uma das responsáveis pela investigação do assassinato de
 Beatriz Mota, que aconteceu há 3 anos e até o momento não teve uma conclusão. 
Beatriz foi assassinada em Petrolina em dezembro de 2015.
Um dos objetivos da filiação da delegada é a do reforço na luta pelo empoderamento 
feminino, apoio à mulheres vítimas de violência e do combate ao formicídio. Para a
 delegada, a entrada dela na legenda é uma forma de trabalhar com a prevenção de 
casos tão conhecidos. Ela pretende buscar por políticas públicas que encorajem às vítimas.
Este Blog publicou ontem (14)  que a mãe de Beatriz Angélica, assassinada 
brutalmente nas dependências do Colégio Nossa Senhora Auxiliadora, em Petrolina,
 deve também buscar na política um reforço para sua luta contra a impunidade e
 assumir uma bandeira crítica por segurança pública, principalmente em 
Pernambuco, estado onde aconteceu a tragédia que abalou o Vale do São Francisco
 e repercutiu em todo o país.
O esposo de Lúcia Mota, Sandro Romilton, confirmou em entrevistas e pelas redes
 sociais, que, caso se confirme essa possibilidade, o cargo em disputa seria o de 
deputada estadual, pelo PSOL, partido ao qual Lúcia se filiou recentemente. Um ato
 político deve acontecer no próximo domingo (20), no Neuman Hotel, em Petrolina, 
com a presença da direção do PSOL em Pernambuco.
Redação Blog Foto de arquivo Divulgação PSB
Compartilhar Google Plus

Autor emcimadanoticia

Esta é uma breve descrição no bloco de autor sobre o autor. Editá-lo digitando o texto no html .

Postagens Relacionadas

0 comentários :

Postar um comentário

Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial