Tribunal de Justiça determina suspensão da sessão que cassou prefeito de Jaguarari.

Os vereadores do município de Jaguarari se reuniram em sessão extraordinária nesta quarta-feira (21), para julgar o parecer final da comissão processante, que investigou se o prefeito, Everton Rocha, por meio de empresa contratada pelo município, teria efetuado pagamento ao proprietário de um veículo, sem que o carro tivesse prestado os devidos serviços.
Por três votos a zero, a comissão formada pelos vereadores, Josimar Zuza (presidente), Franco Mello (relator) e Nenê do Catuni (membro), assinaram parecer julgando a denúncia procedente.
Durante votação do parecer da comissão que foi colocado para apreciação e votação do plenário, por 12 x 1, os vereadores seguiram o parecer da comissão e cassou o mandato do prefeito, Everton Rocha.
Mas quem pensa que a briga acabou, está enganado, isso porque, antes mesmo do vice-prefeito, Fabrício do Pilar, ser empossado, o tribunal de justiça emitiu liminar, decidindo que a sessão fosse suspensa e a comissão processante providenciasse a ouvida do senhor Heliodoro Lucas, uma das testemunhas não ouvida pela comissão.
Mesmo com a decisão da justiça, os vereadores deram continuidade aos trabalhos e Fabrício do Pilar foi empossado pelos vereadores.
Em contato com alguns vereadores, eles alegaram que a decisão da Justiça teria chegado atrasada.
Compartilhar Google Plus

Autor emcimadanoticia

Esta é uma breve descrição no bloco de autor sobre o autor. Editá-lo digitando o texto no html .

Postagens Relacionadas

0 comentários :

Postar um comentário

Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial