Após rebelião, delegado suspende visitas na cadeia de Campo Formoso


A Polícia Civil de Campo Formoso (BA) determinou que sejam suspensas as visitas de familiares dos detentos durante esta semana. A decisão foi tomada na manhã desta segunda-feira (22), após avaliação dos estragos da rebelião ocorrida na cadeia ontem (21) à tarde.

Em entrevista ao Jornal 98 Notícias segunda-feira (22), o delegado Edízio Santana disse que três das seis celas foram danificadas. “Atualmente temos 21 presos, e eles estão agora acomodados nas três celas. Já estamos providenciando o reparo e no máximo em dez dias elas já estarão funcionando normalmente”, afirmou o delegado.

O policial civil disse também que vai haver transferência de detentos. “Só tem três presos condenados, mas eles serão removidos para a penitenciária de Juazeiro”, afirmou.

A rebelião foi motivada por uma fuga frustrada. Os presos também reivindicaram o direito a visitas íntimas e comida de qualidade, mas a polícia informou que esses benefícios já existem.

Não houve feridos.

O coordenador da 19ª Coorpin, Felipe Neri, foi quem negociou a contenção dos presos. “Eles tocaram fogo em colchões e garrafas plásticas, o Corpo de Bombeiros foi apagando (...). Foram bastante agressivos, jogaram uma grande quantidade de pedra, mas quando a polícia entrou os presos se recolheram na cela. (...) Foi uma rebelião em que todos participaram de comum acordo, não teve refém”. Afirmou coordenador Felipe Neri.

O presidente do Conselho Municipal de Segurança (Comseg), pastor Joedson Vieira, também falou das negociações. “Somos intermediários para que seja bom tanto para a população, como para a polícia. (...) Em 2011 fizemos uma reforma completa na parte administrativa e do cárcere. Passaram sete anos e nenhuma outra foi feita, e as condições estão sub humanas, mas estamos tentando reformar de novo pelo Conselho”, afirmou o pastor.
Fonte: FM 98.

Compartilhar Google Plus

Autor emcimadanoticia

Esta é uma breve descrição no bloco de autor sobre o autor. Editá-lo digitando o texto no html .

Postagens Relacionadas

0 comentários :

Postar um comentário

Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial