PGR pede ao STF que não suspenda inquérito sobre o 'quadrilhão do PMDB'


A Procuradoria-Geral da República (PGR) pediu ao Supremo Tribunal Federal (STF) que não paralise o inquérito que investiga políticos do PMDB por organização criminosa. 

O requerimento sobre o caso do “quadrilhão do PMDB” foi enviado à Corte por meio de um parecer. Entre os alvos da investigação, estão o presidente Michel Temer, o ex-ministro Geddel Vieira Lima (BA) e o deputado cassado Eduardo Cunha (RJ). 

Os advogados dos investigados têm tentado suspender o inquérito, mas esbarram no ministro Edson Fachin, relator do processo, que decidiu levar ao plenário do Supremo o pedido das defesas. O argumento apresentado por advogados é que, como os políticos foram acusados de forma conjunta com Temer por organização criminosa, devem continuar no mesmo processo do presidente, suspenso por decisão da Câmara dos Deputados. 

Os ministros da Casa Civil, Eliseu Padilha, e da Secretaria-Geral, Moreira Franco, também estão com as investigações paralisadas porque possuem foro privilegiado. Já as apurações que envolvem peemedebistas sem foro, como Geddel, Cunha e o ex-assessor de Temer Rodrigo Rocha Loures, foram enviadas à primeira instância da Justiça.
Fonte: Bahia Noticias 
Compartilhar Google Plus

Autor emcimadanoticia

Esta é uma breve descrição no bloco de autor sobre o autor. Editá-lo digitando o texto no html .

Postagens Relacionadas

0 comentários :

Postar um comentário

Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial